segunda-feira, 2 de maio de 2011

O que é mesmo Fisioterapia Dermatofuncional?

Nos corredores da faculdade, durante a semana que se passou, encontrei uma colega de profissão que está realizando uma pesquisa sobre o nível de conhecimento das pessoas em relação ao que realmente é a Fisioterapia Dermatofuncional. Após debatermos sobre o assunto, ela me confidenciou que ninguém sabe realmente o que essa área faz... isso me preocupou, afinal, temos um mercado de grandes consumidores de produtos e técnicas para melhorar a aparência. Esse é o motivo o qual me levou a escrever sobre esse assunto.


Partindo do principio que o corpo é nosso cartão de visita, como realizamos tratamentos no mesmo sem identificarmos o que é realmente está sendo feito, por quem está sendo feito, o que o constitui, dentre outros variáveis que me deixam preocupado com o nível de importância que está sendo dado à realidade dos clientes/pacientes dessa área.

Vamos lá, alguém sabe me dizer o que a Fisioterapia Dermatofuncional faz? Quem trabalha com isso? Como é feita? Que princípios ela tem? De onde vem? Sabem?!
Como o meu papel aqui no Zipperti é informar, assim farei.

A estética está diretamente ligada a Fisioterapia Dermatofuncional, tanto é que, antigamente, era conhecida como Fisioterapia Estética, mas para melhor projetar valores clínicos, mudou-se a terminologia, considerando os padrões éticos e especificidade dos recursos abordados.


Mesmo com todo o booooom dessa área hoje em dia, ainda existe estranhamento e pouco reconhecimento dos “profissionais” e dos futuros consumidores. Visto que, há um tabu de que profissionais dessa área só fazem massagens e limpeza de pele, ações essas que fazemos, mas como atributos às outras técnicas.  

O fato do papel principal da estética é Melhorar ou Restaurar a aparência, e a Fisioterapia Dermatofuncional visa o bem-estar, qualidade de vida e saúde do paciente. Conceitos esses que constituem os mesmos, mas com padrões utilitários diferentes. Vejamos.

A Dermatofuncional trata pacientes com celulite, estrias, linfedema, obesidade, quelóide, queimaduras, pós-cirugicos, Peeling de Diamante, Eletrolipólise, Carboxiterapia, Drenagem Linfática, entre outros, viabilizando assim o retorno das atividades funcionais e estruturais dos paciente.


Para tornar-se um profissional dessa área, é preciso: realizar uma graduação em Fisioterapia de  qualidade, participar de cursos, congressos, workshops, palestras, especializações, pós-graduações, ser um pesquisador, ter habilidade, competência, responsabilidade, integridade e, principalmente, ter o sistema respiratórios íntegro, afinal encontramos pessoas e profissionais que desconhecem a área. Desta forma, ter o sistema respiratório integro serve para respirar fundo e começar a destruir barreiras que impedem as mentes crescerem e evoluírem, no que se refere a alerta de conhecimento e recursos existentes para melhor habilitar os indivíduos à uma vida melhor.

Como sempre deixo a alerta “sejam consumidores informados, não permitam que seu corpo seja alvo de experiências feitas por profissionais sem qualificação”.


Abs Saudáveis

Nenhum comentário: