domingo, 19 de junho de 2011

Comunicação com estilo: jornalistas fashions

Quem aqui é fã de comédias românticas? E quem sempre se coloca na pele da mocinha? Vocês já repararam que na maioria desses filmes as mocinhas são jornalistas, escritoras, editoras ou algo do tipo?
Comecemos então com nada mais nada menos que “O diabo veste Prada”, aquele tipo de filme que você assiste 20 vezes e não enjoa (ou será que sou só eu?). Anne Hataway encarna na pele de Andy, uma jornalista recém formada que vê a oportunidade de trabalhar na revista de moda Runway como a grande porta para o seu sucesso profissional – meu sonho! - Esse é um dos meus favoritos, com certeza! Daí vem Amor e outros Desastres, outra jornalista de moda, Cake – a receita do amor, Nunca fui beijada, Amor aos pedaços, A verdade nua e crua, Delírios de Consumo de Beck Bloom, O Diário de Bridget Jones, Sex and the City e por aí vai...
Agora analisemos algumas. O que é o estilo de Andy? Depois da transformação “forçada”, Andy começa a usar figurinos belíssimos, de encher os olhos. Channel está entre uma das marcas preferidas que a personagem carrega nos looks. Botas, leggings, vestidos e casacos tornam os figurinos super elegantes.
E quem não morre com o estilo incomparável de Rebecca Bloomwood? A jornalista cheia de atitude fica conhecida em sua coluna como “A garota da echarpe verde" (confesso que já comprei o mesmo acessório só por causa desse filme). Nela, Becky tem a oportunidade de falar de economia do ponto de vista feminino. A shopaholic (viciado em compras), não possui controle nenhum sobre suas finanças, pois não consegue deixar para trás qualquer produto que lhe agrade, e leva como lema: “Devo, não nego. Pago se puder”. Por conta desse impulso, Beck tem um closet recheadérrimo de lindos looks que tornam seu estilo inconfundível por onde quer que passe. E é assim que ela conquista o coração do empresário Luke. O melhor desse filme é que, no final, ela consegue se “curar” do vício de comprar compulsivamente e faz um brechó mega fashion com todas as peças do seu armário. Gente, é muita coragem.
Como falar de comunicação e estilo sem citar Carry Bradshaw de Sex and the City? Musa, musa, musa! Aproveitando o glamour nova iorquino, Carry, que trabalha como colunista de um jornal onde relata histórias sobre relações interpessoais e sexuais sem esperança, simplesmente arrasa a cada vez que monta uma composição. Com todo o seu estilo, ela investe principalmente em vestidos e sobretudos, além de chapéus maravilhosos que dão todo um toque especial à composição da personagem.
Mas essas não são as únicas a se destacarem na telinha. Na vida real, a jornalista e apresentadora do Fantástico Patrícia Poeta prova que o Brasil tem seu charme. Assim, ela agrega o melhor do vestuário feminino à profissão. Todos os domingos Patrícia aparece deslumbrante, trazendo sempre um toque de girlie ou, em outros casos, aquele lado mais mulherão.
Hoje já existem empresas encarregadas exclusivamente de montar o que esses profissionais da comunicação vestem. A agência Alice Ferraz, por exemplo, cria um acervo próprio de roupas, com coleções completas e exclusivas para seus clientes, como produtores, editores e apresentadores, que escolhem suas roupas e recebem diretamente na redação. "O importante é fugir do óbvio e fazer bem-feito", diz a empresária Alice. Fonte: M&M Online.
Tenho convicção de que escolhi a profissão certa! E você? Ainda está em dúvida? Eu #superindico! Acredito que este post é também para quebrar a idéia de que jornalista só se veste careta e mal se importa com a aparência. Esse era já passou, hein!
E vocês meninas? O que acham do estilo de cada uma? Com qual mais se identificam?

Beijos comunicativos,

2 comentários:

Tendency Fashion disse...

Aaaah, que post legal! Adoro o estilo de todas elas, confesso que tenho um pouco de "Becky Bloom" na veia, mas também, com uma profissão dessas não teria como resistir às compras, kkk

Beijos!

Zipperti disse...

Que bom que gostaram! Eu também tenho muito de Beck Bloom, kkk. Beijo!