segunda-feira, 20 de junho de 2011

. Papo saudável sobre Tuberculose.

Acordei destinado a fazer uma postagem cheia de argumentos, teses e conclusões, mas bateu aquela dúvida: “O que falar?” Tantos assuntos, mas o que abordar no blog?
Após decidir o assunto que será tratado a seguir, fiquei pensando como esse trabalho realizado aqui no Zipperti é importante, afinal acordamos pensando em vários assuntos, mas nossos sentidos nos fazem lembrar que existem pessoas famintas por informações de qualidade. Isso é assustador para quem está aqui do outro lado digitando, afinal “mexer” com informação não é nada fácil, ainda mais quando essa informação gera conhecimento e discussão.

Durante esse primeiro semestre de 2011, cursei na faculdade uma disciplina chamada Fisioterapia Pneumofuncial, nela pude observar quase todas as doenças relacionadas ao pulmão, e hoje decidi trazer à vocês uma das principais, a Tuberculose. Sei que estamos saturados de ouvir falar dessa doença, discutida em rádio, televisão, Internet, mas tentarei, como das outras vezes, explicar o assunto de uma forma mais saudável e dinâmica.
A Tuberculose é uma doença causada pelo bacilo de Koch, podendo atingir o cérebro e medula, ossos e articulações, olhos, genitais e, como de costume, os pulmões. "Como assim, não é uma doença apenas do pulmão?" Não! Continue com a leitura, você irá entender.
Toda a preocupação do governo em realizar divulgações do tipo “Tosse persistente por mais de 2 semanas, procure um médico, pode ser Tuberculose”, é realmente séria.

Ela é decorrente de um bacilo que é aeróbico e tem capacidade de se instalar no interior das células que fazem a proteção do nosso corpo, gera esse pânico nas pessoas, com a idéia se está ou não tuberculoso, afinal os sintomas só se apresentam depois de um tempo da instalação do bacilo.
Por isso a transmissão é algo que preocupa familiares, profissionais, amigos, considerando que pode ser transmitido através da tosse, espirro ou fala, mostrando que o contato direto com pessoas infectadas torna-o muito mais arriscado.
Depois do bacilo de Koch se instalar nos pulmões, sendo este o órgão que mantém contato direto com o ar atmosférico, ele pode passar para a corrente sanguínea e se desenvolver nos rins, cérebro e até nos ossos. Isso pode acontecer sim, por incrível que pareça.

Existem alguns exames que geram um diagnóstico preciso da tuberculose, são eles: Pesquisa de BAAR, Cultura de BK, Prova Tuberculiníca, Raio-X, Biopsia.
O tratamento realizado chama-se de Esquema Tríplice, onde são utilizados três diferentes tipos de remédios (Rifampicina, Isoniazida, Pirazinamida, entre outros), que interferem no sistema agressor do bacilo de Koch.
O papel do Fisioterapeuta nesses casos é de grande valor, mas se o acometido não tiver responsabilidade em continuar com o tratamento medicamentoso, a doença pode retornar mais forte, podendo levar à morte.
O papo de hoje foi mais sério, assim espero que vocês possam ter compreendido melhor a Tuberculose. Agora, farei o papel do governo:

Abs Saudáveis

Nenhum comentário: